Labirintos livro editado



30 31
Silêncio
Mergulhei no silêncio, para encontrar a paz que perdi,
esquecer-me do mundo lá fora,
e entender o meu eu complexo.
Entender o que me divide, minhas contradições…
Mergulhei no silêncio,
mas restou a ansiedade: não tive resposta.
Apesa r de tudo
Apesar do cansaço da vida, da batalha diária,
diante do amanhecer imprevisível e assustador,
eu me fortaleço.
Apesar de tudo.
Frente às armadilhas do mundo,
nas horas que voam rumo ao desconhecido,
Ainda vejo a beleza na canção que brota do nada
e que aplaca as minhas horas solitárias.
Apesar de tudo.
Sigo me desviando das pedras do caminho,
Procurando alegria nas pequenas coisas,
traçando o meu destino.
Apesar de tudo.