Texto:
por: Luana Castro Alves Perez

Hilda Hilst

Importante voz literária brasileira, Hilda Hilst foi admirada por vários escritores, embora ainda hoje seja incompreendida pela crítica e pouco conhecida do grande público.

Tweet

Hilda Hilst nasceu em Jaú, São Paulo, no dia 21 de abril de 1930, e faleceu em Campinas, no dia 04 de fevereiro de 2004 *
Hilda Hilst nasceu em Jaú, São Paulo, no dia 21 de abril de 1930, e faleceu em Campinas, no dia 04 de fevereiro de 2004 *

Enigmática, estranha e instigante. Esses são alguns dos adjetivos que bem descrevem Hilda Hilst, um dos grandes nomes da Literatura brasileira e importante voz feminina em nossa poesia. Hilda foi poeta, dramaturga e ficcionista, nasceu na cidade de Jaú, interior do estado de São Paulo, no dia 21 de abril de 1930 e faleceu em Campinas no dia 04 de fevereiro de 2004.

Hilda Hilst dedicou boa parte de sua vida à Literatura, tendo deixado mais de quarenta livros publicados. Embora não tenha caído nas graças do grande público e da crítica, que considera ainda hoje seus textos herméticos, foi agraciada com os mais importantes prêmios literários do Brasil e admirada por grandes escritores, entre eles Caio Fernando Abreu e Lygia Fagundes Telles. A temática de sua poesia circundou as ações humanas, a inquietude do ser, a morte, o amor, o sexo, Deus e indagações metafísicas, tema que a levou a flertar com a Física e com a Filosofia. Entre suas experiências literárias, esteve aquilo que ela chamou de “Transcomunicação Instrumental”, quando deixava gravadores ligados por sua chácara (a Casa do Sol, hoje Instituto Hilda Hilst) com o intuito de gravar vozes de espíritos, demonstrando assim sua clara preocupação com a sobrevivência da alma.

Agora que você já conhece um pouco da vida e obra de Hilda Hilst, o sítio de Português selecionou alguns de seus melhores poemas para que você mesmo comprove sua magnífica escrita. Boa leitura!

Construída por Hilda Hilst em 1965, a Casa do Sol abrigou a autora até o seu falecimento em 2004. Atualmente, a chácara é um centro cultural **
Construída por Hilda Hilst em 1965, a Casa do Sol abrigou a autora até o seu falecimento em 2004. Atualmente, a chácara é um centro cultural **

Cinco poemas de Hilda Hilst

Dez chamamentos ao amigo

Se te pareço noturna e imperfeita
Olha-me de novo. Porque esta noite
Olhei-me a mim, como se tu me olhasses.
E era como se a água
Desejasse

Escapar de sua casa que é o rio
E deslizando apenas, nem tocar a margem.

Te olhei. E há tanto tempo
Entendo que sou terra. Há tanto tempo
Espero
Que o teu corpo de água mais fraterno
Se estenda sobre o meu. Pastor e nauta

Olha-me de novo. Com menos altivez.
E mais atento.

Hilda Hist Conhece??