13 de maio de 2017 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

De ixa
Deixa a vida seguir sem direção,
Sem porquê nem razão, motivo, tristeza…
Deixa-a seguir o fluxo natural, desconhecido.
Deixa eu me entender pra poder te amar.
Vencer o medo e correr o mundo.
Me cansar pra descansar nos seus braços,
Deixa!…
Somos trevas e luz,
Somos céu azul e dia nublado.
Somos medo e desejo diante
do mistério.
Somos a mais pura
contradição,
Somos e vamos sendo ao
sabor do vento,
Que sopra às vezes brisa,
Às vezes, tempestade.
Somos