A Escuridão Poesia&VIDA

30 de outubro de 2018 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:””; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:”Times New Roman”; mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} –>

 A escuridão

A escuridão parece ter gostado de mim.

Adentrou no meu ser, tomando conta dele.

 O sol se escondeu, e a alegria foi dar uma volta,

e parece que se perdeu por ai

  Me cobriu como um cobertor,

me engoliu como uma jibóia,

e eu ali fiquei esperando o sol aparecer.