Eu e o Andarilhio

4 de maio de 2016 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

Eu e o Andarilho
Teve uma fase da minha vida, que teve um fato inusitado.
Eu andava pela cidade, de carro ou a pé e avistava um cara andando sem rumo todo esfarrapado, cheguei a ver seu membro sexual à mostra.
Era um traste humano, olhar vago, não sabia nem para onde estava indo.
Apenas ia cortando carros, cortando pessoas.
Depois de certo tempo nunca mais o vi, nunca mais soube por onde andou, aonde parou.
Nunca soube o seu nome, só sabia que vagava por ai procurando o sentido da vida,
Mas mais provavelmente as migalhas da sobrevivência