Labirintos, livro que tive muito prazer em publicar

Nas asas do pensamento
Nas asas do pensamento, voo sem limites,
viajo pra qualquer lugar.
Me transformo em mendigo, viro um rei.
A lágrima vira um sorriso, desesperança ou euforia.
Tudo ao meu redor muda,
E com uma palavra posso ferir ou sonhar,
Pois sou o dono do meu pensamento – que às vezes fica sem rumo,
Contudo eu o domo, como a deter um cavalo em disparada

Cenário atual

Nunca gostei de política, sempre achei um, jogo de interesses,
mas me vejo quase obrigado a escrever sobre.
simplesmente estarrecedor o que acontece no nosso pobre Brasil, pobre de Educação, saúde e Honestidade.
Temos que contar nos dedos, os políticos que não estão com rabo preso enquanto isso ficam se acusando,
esquecendo de focar em nossos problemas,
a podridão nos cerca de todos os lados,
e o cidadão fica encurralado.
Cansado mas alerta, haja poesia para encarar tudo isso