Gotas de poesia

22 de junho de 2021 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

O poeta gaúcho Mario Quintana ficou conhecido pela sua poesia do cotidiano, da singeleza, da delicadeza, que estabeleceu uma proximidade com o leitor.

Apesar da aparente simplicidade, os seus versos, profundos, foram celebrados com o Prêmio Machado de Assis (da Academia Brasileira de Letras) e com o Prêmio Jabuti.

Além de poeta, Quintana também foi tradutor e jornalista. Um dos seus poemas mais famosos é Seiscentos e sessenta e seis:

A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são 6 horas: há tempo

Quando se vê, já é 6ª-feira

Quando se vê, passaram 60 anos!

Agora, é tarde demais para ser reprovado

E se me dessem um dia uma outra oportunidade,

eu nem olhava o relógio

seguia sempre em frente

E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.

Descubra a biografia completa de Mario Quintana.